Variável do amor – de Gleyce Kelly*

Image

E assim seguem os amores.

Com propósitos diferentes e caminhos distintos. Nem sempre se encontram no final, aproveitam o percurso e se esbaldam. Esse curso desnaturado, porém comum, tira o sentido conhecido e popular do que se chama “amor”. Porém, o que mais se intitularia como supremo e absoluto e ficaria disponível de livre acesso a todos? Não o tem. Essa é a versão básica da vida.

No primeiro molde, encontramos o típico: um casal oposto que se atrai, e se ama intensamente até conhecerem tão bem seu parceiro a ponto de premeditarem as ações futuras. Temos também, na segunda camadinha, o atípico casal, que são extremamente iguais e brigam o tempo todo. Esse segundo costuma ser de muito fogo e ardência, pois brigas geralmente terminam em amor. Em terceira instância, temos aquele casal que não são opostos, nem idênticos, se atraem indo contra a natureza e contra o destino; se amam quando todos dizem que não devem; se olham e se buscam e se acham. Nesse casal, encontramos multiuso. Várias formas, modelos e tamanhos. São também identificados geralmente por algo físico visível. Espero que entenda. Na quarta camada, começa a variação, são os, tão comuns, unidos pelo interesse. Pessoas de cifrões prolongados, que se declaram perdidamente apaixonadas, mas que não sabem o que seria o amor. Variedades de amar, de demonstrar isso. Mas, com tudo o que o danado do amor nos oferece de tribulação, dificuldade, conflitos, ninguém, em sã consciência, deseja de coração, não amar.

 

* É a primeira entre os escritores(as) desconhecidos(as) – tirando eu mesmo, claro – que aparece por aqui. Aos que, por algum motivo desconhecido, gostam das minhas bobagens, desculpem-me pela imagem ‘gay’ e pela ausência de bebedeiras e palavrões, mas é bom mudar um pouco – e manter a periodicidade do blog.

A intenção é abrir este espaço para mais iludidos como eu. Podemos trocar textos entre nossos blogs e conseguirmos assim novos leitores. Aos conhecidos e desconhecidos que tiverem algum interesse, favor entrar em contato aqui pelo blog mesmo ou pelo e-mail maisumblogcontato@gmail.com.

Ah sim, conheça a Gleyce e outras duas garotas meigas e fofas:

http://dgpalavrasjogadasaovento.blogspot.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s