Cagado e mijado e tomando cerveja pela manhã – de Murillo Magaroti

Acordar, abrir a geladeira e, inconscientemente, buscar não a maçã ou a panela de arroz ou suco ou água, mas sim a cerveja. Pensar que se tem uma matéria a ser redigida, mas você prefere, em vez disso, escrever sobre acordar e tomar uma cerveja. É. Talvez não tenha nada, além disso. E não mais por muitas manhãs.

Caminhar no centro velho de São Paulo. Onde homens se retorcem no chão. Onde homens têm os mesmos privilégios que seus cães. Permanecem lá. Cagados. Mijados. Jogados às traças – e às pulgas. Pensar que você tem as mesmas chances de se tornar um deles ou um daqueles que desfilam em seus ternos em frente a Bovespa, não muito longe dali. Que se sentam numa daquelas cadeiras a fim de terem os sapatos engraxados. É. Você pode ser um desses engraxates, também. E então você bebe outro gole da sua cerveja. Pensa que pode ser a última. Pensa também que pode ser o último texto. E quer fazer o melhor. E, amanhã, o escritor pode ser o homem cagado que se retorce. Este, por sua vez, pode estar sentado, pagando por graxa no sapato, e o homem que estava sentado, agora de joelhos, engraxando. E alguém por aí ainda está escrevendo e pensando e tomando cerveja.

Anúncios

2 comentários sobre “Cagado e mijado e tomando cerveja pela manhã – de Murillo Magaroti

  1. Curto, simples, direto. Caracteristicas típicas de jornalista. Bwcoaski( não vou procurar o nome dele no google pra escrever certo), realismo e pessimismo. Ai e do lord jesus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s