Farelo caro que só – de Murillo Magaroti

Ultimamente, eu tenho visto, praticamente, só o Globo Rural. Alguns considerariam uma vergonha para um estudante de jornalismo. Os mesmos que acreditam ter de assistir o Datena para perceber que o mundo está “uma loucura”. Que nada, basta o telejornal rural. No qual há chamadas do tipo “estamos aqui com a dupla vencedora do concurso de novos talentos da moda de viola…”- eu gosto de moda de viola -; no qual os telespectadores enviam cartinhas com fotos dos pés de mamão atacados por alguma praga “que não sei qual é, me ajudem”, daí um agrônomo fala pra ele “pulverizar” os pés com algum tipo de substância que “não vai contaminar o fruto”.

O mundo, rural ou não, realmente está uma loucura. Sabiam que os “suinocultores” passam por grave crise? Sabiam? Aposto que não. Mas estou aqui justamente pra isso. Informar. Eles enfrentam crise porque seus porcos comem uma lavagem muito cara. A tonelada do farelo de soja, por exemplo, custa, hoje em dia, hum mil e 400 reais. No mesmo período do ano passado custava 8 centos reais. Aumento de sei lá quantos por cento. Esses porcos podiam comer algo mais barato, né não? São criados a leite-com-pêra. E, aliás, onde é que foi parar o planejamento familiar? Aposto que os PSD (Porcos Sem Dono) não se dão a esse luxo. São tempos difíceis. O Porco-Pai, consciente que é, diz pro seu filho (único, olha a responsabilidade aí) que “nesse mês não vai ter farelo de soja nenhum” e “que é pra ele parar com essa moda de ser vegetariano, vai comer o que tem”, completa o Pai. As galinhas também, quem diria, só comem o tal farelo. Os ovos delas já valem ouro. O mundo está uma loucura! Os caminhoneiros estão em greve porque não querem fazer pausas no trabalho. A lei, que apareceu num sei donde, diz que eles têm que descansar, isso mesmo, DESCANSAR, 11 horas entre um frete e outro. E, além disso, eles devem parar por meia hora a cada 4 horas de trabalho. Não sendo assim, levam multa de 127 pilas e alguns quebrados + impostos e 5 pontos na carteira. Agora me diz, quem vai fiscalizar essa merda? E como farão? “O Sr. está há quanto tempo dirigindo?”, pergunta o guarda. O caminhoneiro, inocente, responde: Faz cinco horas, seu guarda. “Sem descansar a meia hora? Nananinanão. MULTA!”

É… o mundo tá uma loucura!

Anúncios

4 comentários sobre “Farelo caro que só – de Murillo Magaroti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s